(Primal-On) Serperior

Boa tarde a todos !!
Hoje vou comentar sobre um deck que me chamou muito a atenção por causa da sua velocidade e facilidade na jogabilidade. Também, creio que seja um dos decks mais baratos da temporada 2016-2017, ótimo para os jogadores que estão iniciando !

Pokémon: 17
4x Serperior - Fusão de Destinos
4x Servine - Fusão de Destinos
4x Snivy - Fusão de Destinos
2x Ariados - Origens Ancestrais
2x Spinarak - Origens Ancestrais
1x Shaymin EX - Céus Estrondosos

Trainer/Supporter/Stadium:
2x Revitalizer

Energias:
8x Grass Energy


Este deck tem algumas coisas que eu gosto muito.Vamos começar falando sobre o seu atacante principal, o Serperior. Com seu primeiro ataque ele causa 40 de danos e no próximo turno, os ataques daquele Seperior causarão +60 de danos. Dessa forma atacando uma vez com o primeiro ataque você conseguirá no turno seguinte bater 100 ou até 140 com o segundo ataque Slashing Strike que causa 80 e não pode voltar atacar com esse mesmo ataque no turno seguinte. Para uma energia, 80 é um dano incrível. Pensa que Zygarde EX causa 100 com 3 energias ! Por tanto, isso indica que esse deck é muito rápido, mas não é só o custo de energia que mostra a incrível velocidade deste baralho. Graças ao tipo de pokémon do Serperior, você pode fazer uso do Stadium Forest of Giant Plants. Este estádio permite evoluir a vontade os pokémon do tipo planta. Podendo assim descer Snivy, Servine e Serperior no mesmo turno ! Essa mecânica de jogo já foi bastante utilizada com o efeito de Broken Time-Space, um estádio que permitia evoluir a vontade sem fazer distinção pelo tipo do pokémon que estivesse evoluindo. É ótimo ter efeitos da época antiga voltando para cada tipo específico de deck.
Para amplificar o dano do Serperior nós temos o Ariados da coleção Origens Ancestrais. Com o efeito dele, se tiver um estádio em jogo ambos pokémon ativos ficam envenenados, exceto os pokémon de planta. Ou seja, seu Serperior não ficará envenenado, apenas o ativo do seu oponente.
De qualquer forma, tem uma coisa que deixa esse deck muito interessante que seria a Ability do Servine. Quando Servine evolui você joga uma moeda, se sair cara, o pokémon defensor fica Paralizado. Esse efeito é sensacional já que trava vários ataques que seu oponente faria em você. Calcule se der cara o pokémon ativo do seu oponente ficará paralizado, envenenado e receberá 80 de danos. Bom né ?

Para reutilizar mais de uma vez o efeito de Servine, temos no deck o Devolution Spray o qual permite involuir um dos seus pokémon. Como você pode aproveitar o efeito do Forest of Giant Plants, você pode fazer Servine -> Snivy -> Servine no mesmo turno. A ideia é utilizar as 4 Devolution Spray como 4 moedas para tentar deixar o pokemon do oponente paralisado.
Não tem só o Forest que ajuda demais os pokémon de planta. No deck também tem o Revitalizer, um item que recupera dois pokémon de planta do descarte direto para sua mão. É ótimo ter ele na mão depois de que seu Serperior tenha sido nocauteado já que você consegue pegar Snivy e Servine e já jogar a moeda do paralized para se recuperar rapidamente.
Parallel City, assim como expliquei no deck de Zygarbodor, estou utilizando para reduzir meu banco a 3 e descartar Shaymin EX, tirando da mesa todas as chances de que meu oponente consiga comprar 2 prêmios com um único ataque. Obrigar ao oponente a comprar um prêmio por turno pode ser devastador contra alguns decks que podem ficar sem recursos no final do jogo.
A principio gostei muito do deck, mas tem um grave problema contra Garbodor. Garbodor neutraliza o efeito de Servine e de Ariados, por tanto você só vai bater pelo ataque do Serperior. Obviamente assim que ver algum Garbodor atrás precisa nocautear o antes possível.

Por enquanto esse é o Segundo Deck que estou treinando atualmente já pensando na futura rotação Primal Clash-On. Espero que tenha gostado do post, qualquer dúvida ou sugestão pode deixar seu comentário no post que lerei e responderei em seguida ^^

Gostou desse deck e quer jogar com ele no Pokémon TCG Online ? Tenho ele disponível na minha loja virtual =D -> http://www.pokeparadise.com.br/Pokemon-TCG-Online-Deck-Standard--Serperior/prod-4295104/

Caso precise de cartas para finalizar seu deck ou para colecionar, faça a escolha certa - www.pokeparadise.com.br

(Primal-On) Zygarbodor

Olá !
Hoje quero mostrar a vocês um pouco mais dos decks que estou treinando para a temporada 2016-2017, apresento aqui um deck que pode ganhar força a partir do próximo formato. Uma combinação entre um pokémon que consegue travar o rival e um pokémon que bate relativamente rápido. Da uma olhada nessa nova tática:

Pokémon: 10
4x Zygarde EX - Fusão de Destinos
2x Garbodor - Turbo Colisão
3x Trubbish - Turbo Colisão
1x Shaymin EX - Céus Estrondosos

Trainer/Supporter/Stadium: 37
2x Float Stone
2x Weakness Policy
3x Fighting Fury Belt
1x Pokémon Ranger
1x Ninja Boy
1x Skyla
2x Lysandre
4x N
3x Professor Sycamore
3x VS Seeker
3x Trainer's Mail
4x Max Elixir
3x Ultra Ball
2x Heavy Ball
1x Escape Rope
2x Parallel City

Energias: 13
10x Fighting Energy
3x Strong Energy



Esse deck não tem uma estratégia tão rebuscada. A ideia principal do deck é puxar Garbodor na sua mesa no segundo turno e travar rapidamente as abilities da mesa do rival. Com a Ability de Garbodor, enquanto Garbodor tenha uma Pokémon Tool carregada, nenhum jogador pode utilizar Abilities. Graças a que no formato Primal Clash-On não existe maneira de remover Tool, as Abilities serão anuladas até que Garbodor seja nocauteado. Isso normalmente não acontece tão fácil.
E seu atacante principal (e único) do deck é o Zygarde EX, um pokémon básico, rápido e que tem um poder de ataque muito alto. O que eu gosto do Zygarde é o dano que ele causa logo de inicio, sem a necessidade de descer Shaymin, montar a mesa, mega-evoluir, nada... Com apenas uma energia luta básica ele já faz algo. Com duas luta ele consegue causar dano e se curar ! Isso é ótimo contra alguns decks que não colocam muito dano no seu lado da mesa. E com 3 energias causa 100. Esse dano pode ser amplificado com o efeito da Fighting Fury Belt, a qual aumenta 10 o dano e 40 a vida do Zygarde. Totalizando um dano de 110 e 230 de HP. Para um pokémon básico isso é muito !
As Strong Energy também ajudam a amplificar o seu dano. Podendo chegar a bater 170 caso necessário.
A ideia é travar o deck do oponente logo no inicio e após alguns prêmios fazer N e que seu oponente fique sem resposta. Você não precisa de muita coisa para bater no seu rival. Alguns rivais que utilizam as Abilities como base do seu deck, não conseguem revidar após alguns N.
As Weakness Policy se encontram no deck principalmente pelo deck de Serperior e Mega Sceptile, ambos possíveis decks a enfrentar na temporada 2016-2017.
O Pokémon Ranger ajuda contra Regice e contra Jolteon EX uma vez que os efeitos de ataque de ambos pokémon são desligados pelo efeito dessa carta.
Parallel City é um estádio que ajuda bastante contra Mega Rayquaza, um outro possível oponente no futuro, e no geral eu estou techeando pelo menos 1 a 2 Parallel City em todos os decks. É muito bom utilizar o Parallel do seu lado da mesa e descartar algum pokémon EX que esteja prestes a ser nocauteado. Isso já é uma tática conhecida e muito utilizada na temporada 2007 graças ao efeito de Giant Stump. Nessa nova temporada algumas pessoas podem adotar essa manobra. Além do mais, ajuda ainda mais contra Serperior, Mega Sceptile e contra Greninja, os quais baterão -20 ao Zygarde EX.



Esse é um dos Cinco decks que estou testando atualmente. Ao longo dessa semana postarei uma analise dos outros. Entre eles, acredito que seja o único que não teria uma autoloss. Todos os jogos, mesmo os mais complicados, você consegue recuperar graças aos N e ao Garbodor. Fica atento para verificar as próximas postagens e ficar preparado para o próximo formato.!
Até a próxima. Valeu !!

Caso precise de cartas para finalizar seu deck ou para colecionar, faça a escolha certa - www.pokeparadise.com.br




Future Sight: Temporada 2016-2017

Olá a todos =D
O post de hoje é para pensar um pouco mais no futuro do Pokémon TCG.
Para muitos (me incluo), a temporada 2015-2016 já acabou. Se você não ficou no Top 8 de Sudamerica ou se você não vai para o mundial, basta apenas esperar ou... Utilizar seu tempo um pouco mais produtivamente e já pensar nos decks que poderão ser bons a partir da próxima rotação.

Eu já comecei a treinar para a temporada 2016-2017 e percebi que algumas coisas vão mudar drasticamente.

Tudo indica que o formato da temporada 2016-2017 será muito diferente com o que acabamos de jogar. Na próxima temporada apenas poderão ser utilizadas cartas das coleções Primal Clash pra frente e tem algumas cartas que por elas deixarem de existir no formato alterarão toda a forma de jogar. Vamos a lista:

1) Battle Compressor - Realmente a perda dessa carta indica uma mudança incrível !! Muitos são a favor, mas eu particularmente sentirei muita falta do Battle Compressor em formato. Não só os pokémon que causam um dano maior por pokémon no descarte (como por exemplo Vespiquen), perderão uma parte importante deles; se não que o uso desmedido de VS Seeker fica realmente comprometido. No lançamento do VS Seeker na coleção Phantom Forces a maioria das pessoas utilizavam 2-3 VS Seekers no seu baralho. Quase ninguém utilizava 4 como nos dias de hoje. Você pode falar que eles estavam errados ? Claro que não. Quando a coleção XY4 Força Fantasma foi lançada não tinha tantos Supporters com efeitos variados. NO máximo os jogadores utilizavam o VS Seeker para reutilizar Lysandre ou Sycamore. Agora com o lançamento da Primal Clash foi lançada a Teammates, com Roaring Skies saiu Wally, com Ancient Origins apareceu Hex Maniac, em Breaktrough deu as caras o Giovanni's Scheme. E assim por diante. Por tanto VS Seeker não servia apenas para puxar um pokémon do banco... Ele podia servir para procurar qualquer carta no baralho, evoluir no primeiro turno, bloquear Abilities, bater mais, Enfim. Ele começou a ser extremamente versátil. Por tanto todo mundo começou a incluir apenas uma cópia de cada efeito interessante e utilizava então os seus 4 VS Seeker para ativar os efeitos nas horas certas. Mas a carta que viabilizava isso tudo era o bom e velho Battle Compressor. Sem o Compressor, VS Seeker perde toda a força que ele ganhou ao longo desse ano já que para reutilizar algum Supporter você precisa primeiramente utilizar ele ou descartar com o efeito de Sycamore ou Ultra Ball, por exemplo. Não me mal interprete, não digo que VS Seeker vai deixar de ser utilizado, mas creio que a quantidade de VS Seeker por deck pode baixar e que a variedade de supporters também pode diminuir também, colocando mais cópias do melhor efeito para o seu deck e assim fazendo que ele venha na sua mão mais rapidamente.


2) Startling Megaphone e Xerosic (nem Tool Retriever sequer!?) - Fica mais que claro para mim que essa pode ser a temporada dos Pokémon Tool. Atualmente (ou em Setembro, né? d:) não existe forma de remover Pokémon Tool da mesa facilmente. Isso indica muitas coisas. Primeiro e principal, o Garbodor se proclama amo e senhor desse próximo formato. Quer dizer, você carrega uma Float Stone nele e a menos que você consiga nocautear esse pokémon, você não poderá utilizar mais Abilities. Falando de outro pokémon que combina muito bem com uma Float Stone, nós temos o Zoroark. Quer dizer, carregou a Float Stone no Zoroark = recuo de graça para sempre. Outras Pokémon Tool que ficam MUITO interessantes de serem utilizadas pelo simples fato de não conseguir remover elas seriam Exp. Share e Weakness Policy. Exp Share de fato é um ótimo Tool que carregado em algum pokémon do banco você pode carregar as energias que você quiser ao longo do jogo. E Weakness Policy vêm para trazer uma calibrada em relação às fraquezas. Como você conseguiria enfrentar Serperior utilizando Zygarde EX em um formato com Xerosic ? Bom, agora ambos decks tem chances de vencer. Um pokémon que pode ser interessante para dar uma olhada seria Banette, o qual tem uma Ability que cancela todos os efeitos das Pokémon Tool. Se essa for mesmo a temporada das Pokémon Tool, as vezes vale a pena ter esse cara em mente.

3) Adeus AZ, Adeus Cassius, Adeus forma de tirar Shaymin da mesa.
Pois é, aqueles Supporters que se tornaram tão populares pela capacidade de "curar" de algum modo ao pokémon danificado já não se encontram entre nós. Mas a não desesperar, ainda existe luz no fim do túnel.








Cartas que trazem um bem ao jogo:

1) Ninja Boy - Efeito: Você escolhe um pokémon básico seu. Coloca ele no seu deck e procura um outro pokémon básico e coloca no lugar. Todos os marcadores de danos e condições que afetassem o pokémon anterior, ficam iguais para o novo. Na real quando vi esse Supporter não achei tão bom porque vai queimar a chance de comprar carta, sem Compressor você precisaria utilizar mais cópias, etc. Mass.. Quando testei com Ninja Boy foi incrível. É um supporter que da uma surpresa no oponente e troca um pokémon por outro. Da a chance de iniciar seu jogo com o pokémon certo sem ter que queimar uma Float Stone ou uma Switch. Você pode devolver o Shaymin para o deck e procurar novamente com Ultra Ball. É uma mecânica que já existia no formato que comecei a jogar e me lembro que utilizei bastante. Estou ansioso por poder usar essa carta em torneio.


2) Pokemon Ranger - Efeito: Todos os efeitos de ataque nos pokémon e nos jogadores são esquecidos até o final do próximo turno do oponente. Tem algo mais chato do que levar um ataque de Quacking Punch e não poder usar suas Trainers ? Sim ! Tem ! Porque pelo menos contra Sapo você consegue jogar com suas outras cartas. Agora Jolteon EX te batendo 70 contra seu deck de Zygarde EX. Como você vai atacar ? Aqui temos nossa resposta meus queridos. Pokemon Ranger !! Com esse supporter você esquece dos efeitos dos ataques sobre os pokémon e sobre ambos jogadores. Techeando 1 Pokémon Ranger não importa se seu deck só tem básicos, ou só tem Evoluções ou só tem EX, você conseguirá atacar em Jolteon EX, em Glaceon EX ou em Regice tranquilamente.


Por enquanto foram essas as analises que consegui ver no formato novo. Assim que alguma ideia aparecer postarei por aqui.
Valeu por ter lido e fiquem atentos aos posts de Agosto, novidades estão por vir na Poké Paradise !


Caso precise de cartas para finalizar seu deck ou para colecionar, faça a escolha certa - www.pokeparadise.com.br

Report da Temporada 2015-2016

Olá !
Aqui me encontro passando uma ideia por cima do que foi pra mim a melhor temporada de Pokémon que já tenha participado.
Em 10-11 anos de jogo nunca me diverti tanto e nem tinha feito tantas amizades como na temporada 2015-2016. Todo mundo me conhece por ser um jogador que acostuma estar sempre nos principais campeonatos e sabem que eu não brinco em serviço, eu vou all-in para ganhar a maior quantidade de torneios que eu consiga; mas nessa temporada tentei priorizar a diversão, e mesmo assim acabei tendo ótimas colocações.
Já desde o começo percebi que não conseguiria muito tempo para treinar e para me dedicar ao jogo. Em todo essa temporada investi muito tempo ajeitando a minha loja virtual (Poke Paradise) e cuidando de questões pessoais que me exigiam uma dedicação especial. Por isso decidi logo de início que passaria um ano tranquilo, jogando os campeonatos que der e não viajar a lugar nenhum para correr atrás de Championship Points nem nada do gênero.
Também por conta de não ter tempo para treinar decidi jogar com decks variados e só aqueles que eu mais gostava, ao contrário de outros anos que decidi jogar com decks chatos para procurar a vitória.

E assim foi o primeiro campeonato que participei, o campeonato da Comics. Decidi jogar com um deck de Mega Rayquaza que montei por ter todas as cartas e gostar muito da jogabilidade. Eu sabia que perdia automaticamente para Night March, mas fui assim mesmo com ele. Assim foi que pensei mais ou menos com todos os outros campeonatos que participei:

Regional Comics - Mega Rayquaza - 1ro (100+ players)
Regional São Paulo - Sapo Tina - 10mo (90+ players)
City Belo Horizonte (Expanded) - Flareon Vespiquen - 2do (30+ players)
Regional Buenos Aires - Trevenant - 6to (30+ players)
Regional Olivos - Yveltal/Zoroark/Gallade - 15to (40+ players)
Regional Buenos Aires Capital - Yveltal/Zoroark/Gallade - 9no (50+ players)

Regional Belo Horizonte - Trevenant - DROP
No caso desse último campeonato, eu tinha chegado na última rodada com chance de passar ao Top 8, mas realmente como expliquei no começo, não estava nem um pouco me divertindo jogando com esse deck de Trevenant. Na realidade eu não via a hora de acabar o martírio de jogar com esse deck chato D: Por tanto concedi o win and in e fui embora.


Realmente, revendo a quantidade de campeonatos que participei, (pouquíssimos para quem realmente joga competitivo), até que fui bem. Tem que considerar que eu não treinei (ou treinei pouquíssimo) para cada campeonato. Inclusive o torneio de Sapo Tina recebi o deck no mesmo dia e consegui ficar 10mo!


E a receita não mudaria muito para o que seria minha Professor Cup e Nacional.
Para a Professor Cup me preparei pouco e nada. Ainda bem que encontrei meu amigo Soly Waltrick no aeroporto quando cheguei a São Paulo. Juntos treinamos uns 3-4 jogos e montamos uma lista bacana de Malamar/Hammers.
Nesse ano nas regra da Professor Cup só eram permitidas cartas Commons de Pokémon e Uncommons só para as Trainers. Jogamos com Malamar já que era um deck que podia ter vários jeitos de vitória. O principal era o segundo ataque de Malamar, o qual bate 30 e permite que você pegue uma carta do descarte e coloque diretamente na sua mão. Com isso, o deck utilizava 4 Crushing Hammers e 2 Team Flare Grunt. A ideia do deck era remover as energias da mesa do oponente e impedir que o seu oponente ataque. Segue a lista que usei na Professor:



Minhas rodadas foram:
1- Mirror - Era um deck de Malamar, só que com Bursting Balloon. Sem dúvida a Startling Megaphone fez a diferença. Além do mais a capacidade de remover as energias que eu tinha me favorecia muito já que por conta do Malamar bater só com 1 acredito que ele não usasse muitas. Mesmo assim perdi o primeiro jogo por ter comprado uma mão ruim e consegui recuperar vencendo os outros dois.

2- Skarmory - Era um jogo até que tranquilo. O deck de Skarmory sai estourando e foi o motivo de ter colocado os Hammers ao deck de Malamar. No dia anterior testamos com Soly e vimos que Skarmory não aguenta a umas caras do Hammer. Teve jogos que Soly podia até chegar no último prêmio, mas eu removia as energias dele e ele não conseguia mais me atacar. Não foi muito diferente do que tinha treinado. Consegui fazer 1-0 e acabou o tempo.

3- Skarmory/Alomomola - Mesma coisa que o jogo anterior. O meu oponente saiu estourado e consegui remover algumas energias e puxei os pokémon sem energia do banco dele com o primeiro ataque de Malamar, o qual puxa e deixa confuso. Enrolei por muitos turnos conseguindo remover energias e atrasando o jogo do meu adversário que consegui vencer por Over Deck. No segundo jogo o tempo acabou e eu venci a Match.

4- Baby Basics - Era o deck do Shingawa, o Head Judge do nacional. Jogava com vários pokémon que atacavam com 20 com uma energia apenas, mas ai ele atingia muitas fraquezas. Por exemplo, ele utilizava Staryu para bater 20 em todo mundo que tivesse fraqueza água, Meditite para bater na fraqueza luta, Murkrow para bater na fraqueza noturna, etc. E utilizava Muscle Band + Giovanni's Scheme para amplificar o dano podendo chegar a bater 120 com apenas uma energia. Foi um deck muito bem pensado e foi muito difícil vencer já que o Meditite dele me derrubava de um tapa D: No final consegui acertar 2-0 dando sorte em alguns momentos cruciais do jogo.

5- Mirror - Eu já tinha entrado no Top então podia empatar ou perder que mesmo assim estava dentro, mas queria vencer porque realmente o Mirror com Bursting Balloon era mais chato do que qualquer outro deck ao meu ver. No jogo de inicio eu comprei mão de morte e meu oponente deu Sycamore e tudo mais, ai ele fez VS Seeker por Sycamore e passou. No meu turno eu vi que ele estava só com 3 cartas na mão então zerei sua mão dando Delinquent, descartando assim Malamar que ele tinha e o Sycamore que ele usaria no turno seguinte. Para tentar enrolar mais um tanto eu fiz um Hammer na energia do Inkay que ele tinha na frente mas deu coroa. Falei, ah de boas ele esta sem mão, o que de errado pode acontecer ? Ai ele top deckea Malamar, lol. Evolui e ataca batendo 30 e recuperando Sycamore para mão. Ai já não tinha mais o que fazer, concedi e no segundo jogo eu fui estourado controlando a mesa, removendo energias e tudo, mais ou menos como o primeiro Match. Mas no terceiro jogo o tempo acabou e acabou dando empate.

A cara de quem não imagina que vai comprar mão morte Game 1 e 2

Match Top Cut: 1st (4-0-1)

Mesmo empatando a ultima rodada, passei em primeiro lugar no Top e enfrentei o 8vo lugar que foi o Senida, o mesmo jogador que ficou 2do lugar no nacional dois dias depois.
O jogo do Top 8 era contra Skarmory, até achei que seria de boa já que tinha feito praticamente 2-0 em rodadas, mas comprei mão de morte no primeiro e segundo jogo e errei muitas moedas importantes o que me desestabilizou. Enquanto isso, o deck dele rodou muito, montando Skarmory em seguida e botando pressão do meu lado da mesa. Não foi dessa vez..
Se estiverem a toa e quiserem entender mais como foi o meu desastre de Top, para melhorar ainda minha história eu fui perder na Streaming:



Professor Cup - Malamar/Hammers - 5to (30 players)



Fiquei muito abalado depois do jogo do Senida, ainda mais por ter vencido dos jogadores de Skarmory ao longo das rodadas. Mas tudo bem, é a vida =)
Ai era hora de definir que deck jogar no Nacional. Minhas principais escolhas eram Night March e Baleia. Night March é um deck que por sí só é bom. É um deck automático que precisa de apenas uma certa atenção, mas que qualquer jogador pode utilizar e levar a um bom potencial. Mas o Night March levado ao seu máximo potencial é letal e achei que podia ser uma ideia interessante para o Nats.
Mas o que falei desde início, vou jogar para me divertir. Falei, meu, se eu jogar de Night March eu vou estar querendo ganhar o nacional. Cada jogo vou ter que torcer nas coisas não caírem nos prêmios, vou ter que pensar muito as 9 rodadas e eu não vou me divertir.
Então foquei os olhos na Baleia. Tinha conversado com Chalo, um player argentino, e tinha me comentado que era um deck interessante, que tinha um bom jogo contra tudo... Mas até as 19 horas da Sexta-Feira, um dia antes do nacional, eu não tinha jogado 1 partida com o deck. Não sabia ao certo para que cada carta estava no deck.
Ele me passou a sua lista mas testei um pouco com meu amigo Thales Dias e com Otávio, player da Senior, um outro brother de longa data, e essa foi a lista que decidi:




Sabia que era autoloss contra Mega Manectric, mas falei: que seja o que deus quiser =D

1 Rodada: Fabio "Esquilo" Kletlinguer (Deck de Giratina que Guto fez Top 8)
A gente fazia equipe a uns anos atrás, os dois sabíamos que era um jogo complicado e foi chato ter caído juntos logo na primeira rodada de um campeonato de 331 players hehe. Enquanto estava embaralhando Sid Guimarães me olha e fala: ah não Ponce, é sério que você veio disso ? -Ele deve ter visto a Baleia, obv- haha
Quando a gente revelou os Pokémon, Esquilo mostrou uma Giratina EX e eu um Wailord EX. Os decks eram claros, pra mim ele estava jogando de Sapo Tina (falei GGGGGGGGG já ganhei uhuhuuhuhu). Ele parou um segundo pra pensar... Tenho certeza que ele, Gustavo, Vini não tinham testado o deck de Giratina contra Baleia, afinal quem vai pro nacional de BALEIAAA ??
Ele pensou pensou e passou. Eu comprei e passei. Ele comprou e passou. E a gente foi jogando a isso. Quando ele ficou com 12 cartas na mão e vi que não ia carregar nada ou que estava esperando algo especifico eu desci o Durant, dei AZ na minha Baleia e fiz o primeiro ataque de Durant que reduz a mão do meu oponente a 4 cartas. Removi 8 cartas da mão do Fábio. E no turno seguinte após ele comprar a carta do turno concedeu
No segundo eu abri de Aegislash EX e ele mostrou o que o deck dele era realmente. Foi descendo os Shaymin EX, comprando tudo, Hydreigon EX para recuar o pokemon da frente e tudo... Percebi como era realmente o deck e que a ideia era vencer de Night March e Vespiquen. Parecido com meu deck. Assim ele finalizou o seu turno montando uma Giratina com 4 energias básicas no banco graças aos Max Elixir.
No meu turno fiz Fan Club para descer mais pokémon... Aquele turno tranquilo de Wailord. E passo.
No turno dele, ele sobe a Giratina EX e carrega uma energia Psyquica da mão, deixando 3 energias psyquicas e 2 energias de planta e batendo 100 no meu Aegislash.
No meu turno fiz Team Flare Grunt e ele sem me perguntar nada descartou a energia Psyquica !! (Deixando assim 2 plantas e 2 psyquicas).
Dou Max Potion e passo. No turno dele ele carrega outra energia Psyquica na frente e ataca.Na minha vez faço VS Seeker por Flare Grunt de novo e ele descarta a Psyquica. Ai eu falo, não pera ai.. Volta, descarta a planta. Ai ele, ahh, descartar a planta ?  ¬¬ Bandido
Bom, o jogo foi muito tranquilo. Como o deck dele utilizava Latios EX acredito que utilizava apenas duas energias de Planta. Uma vez que removi as duas, ele precisou montar um Hydreigon EX para bater com Shred nos meus Aegislash, mas ai era mais fácil até de remover as energias já que podia utilizar o Xerosic ou a Enhanced Hammer para remover a energia dupla dragão.
Não demorou muito para ele conceder o segundo jogo também.

1-0-0
PD: Antes de que você, que esta lendo, me chame de noob ou algo do gênero, (e você não estaria errado, risos), não escolhi a energia pra descartar com Team Flare Grunt porque realmente deu um pani no cerebro e achei que estava jogando a Professor Cup. O campeonato inteiro da Professor eu removia energias com Flare Grunt e pra mim não me importava qual energia removia porque todas as energias do Professor Cup eram de qualquer cor. Então quando Esquilo removeu qualquer energia eu aceitei na boa por causa do hábito que tinha sido jogar assim o dia anterior. Mas fica a dica para os jogadores, nunca percam o foco)



2 Rodada :  (Mega Manectric)
Ahh, que chato, enfrentar meu Autoloss logo no segundo Match de NOVE rodadas.
Bom, digamos que foi um jogo divertido. A gente ficava trocando ideia, dando risada. Porque o máximo que eu podia fazer era curar e enrolar e tentar o máximo o empate. Mas não tem como, Wailord não tem recursos suficientes para enrolar por 50 minutos. Óbvio que daria se você é um malandro, mas eu odeio quem faz tempo e eu nunca serei um cara desses =P

1-1-0

3 Rodada: Não lembro o nome (Water Box)
Já aviso que ele deu um missplay logo no início que detonou o jogo dele. Ele fez Max Elixir e montou um Kyurem EX da AOR. Digamos que no segundo turno ele já foi me bater 150, mas o ataque do Kyurem te obriga a descartar uma energia. Ele achava que era opcional. Ele atacou e removeu a energia o que me permitiu poupar um Team Flare Grunt para remover as energias dele.
Depois ele foi atacar com Sapo batendo 40 com Fighting Fury Belt na minha baleia. A qual tem 250 de HP, ouseja cada Baleia podia aguentar 11 turnos antes dele me bater com Granade Hammer, o que me permitia comprar muitos recursos, 11 recursos para ser exato. Depois de 11 cartas sempre tinha AZ ou Cassius para tirar a minha baleia e por outra no lugar.
No primeiro jogo não teve como e ganhei por over deck.
No segundo jogo ele voltou a fazer sapo com Fighting e dar Quacking Punch e eu como primeira ação foi dar Skyla por Rough Seas e comecei a me curar. Depois do 5to turno que ele fez Quacking Punch e eu me curei ele desistiu de querer jogar contra baleia.

2-1-0

4 Rodada: Não lembro o nome (Night March)
Enquanto estávamos embaralhando perguntei pra ele, você está de Mega Manectric? Ele falou não, não. Ai eu bom, ainda bem.. Você esta de Trevenant ? Ele não, não.. Ta de Night March ? Não, não.. Tá de Sapo Tina ? Não, não.. Ai tentando improvisar uma piadinha eu falei que eu tava de Wailord, que como eu tinha falado agora ele tinha que me falar. Ele falou que sabia que eu tava de Wailord e ele falou que ele ia perder.. Que ele tava com deck Noivern Break com Celebi que coloca um marcador em todo mundo, Bronzong para amplificar o dano e tal. Eu tinha ouvido que tinha alguém no nacional com esse deck e acreditei. E eu já estava pulando de alegria pensando que Noivern ia bater 30 em tudo e eu ia curar 30 de tudo com Rough Seas haha. Ai a gente abre eu de Wailord e ele de Joltik. Ai ele me olha, pisca e fala, surpresa ;). Ai eu fiquei com cara de: "Pô cara, mentir eh tão errado D:"
O jogo contra Night March dentro de tudo é tranquilo. Com todos meus Xerosic, Enhanced Hammer, Flare Grunt e VS Seeker + Puzzle of Time + Bunnelby eu tenho recursos para remover 17 Double Colorless se precisasse. Inclusive até posso atacar com Lucario EX para nocautear Joltik para remover a DCE da mesa no pior dos cenários. Para minha fortuna eu apenas preciso remover 8, as 4 do deck e mais os 4 Puzzle of Time.
No primeiro jogo ele teve que queimar uma Puzzle of Time e foi gastando os VS Seeker dele. Usou duas Puzzle of Time para recuperar as Duplas e ficou com apenas mais um VS Seeker nos seus recursos. Removi em seguida o Wailord da mesa e deixei 2 Aegislash EX. No máximo, se ele ainda tivesse um VS Seeker disponível conseguiria dar Hex Maniac para comprar +2 prêmios ficando por 2 prêmios, mas ele não teria mais Hex Maniac para nocautear o Aegislash seguinte.
No segundo jogo, acabou o tempo.

3-1-0

5 Rodada: Lucas Tenório (Vespa/Plume)
Tal vez algo que seja mais fácil do que vencer Night March seja vencer Vespa Plume.
O deck de Vespa Plume não utiliza Hex Maniac, por tanto a Vespiquen com dupla nunca consegue bater no seu Aegislash EX. Ainda por cima o deck utiliza pouquíssimas energias básicas e você tem muitos turnos tranquilo para poder fazer Xerosic na Float Stone e Lysandre no Vileplume do oponente. Outro ponto a favor é que o deck de Vespa Plume não cabe o Judge, por tanto todas as cartas que esse deck compra elas não voltam para o deck de maneira alguma.
Foi assim que venci o primeiro jogo contra o Tenório... Foquei em descer meus 3 Aegislash e dando Flare Grunt nas energias básicas. No momento que ele subiu Bunnelby para recuperar energias fiz AZ e nocautei o Bunnelby dele com Lucario. Ainda por cima ele não conseguiu derrubar meu Lucario e consegui fazer Cassius nele para não oferecer 2 prêmios para ele. Foi um game muito tranquilo.
No segundo jogo, tal vez, chegou a desgraça. Abri de Bunnelby e apenas com Shauna na mão. Ele fez seu start característico de Vespa Plume, Compressor, Ultra, Shaymin etc etc. No meu turno eu dou Shauna e lamentavelmente não vem mais nenhum básico pra mim. No turno seguinte ele nocauteia e ganha.
No terceiro jogo ele abre de Bunnelby e por não ter recursos para recuperar começa a descartar as minhas cartas. Quer ganhar de Wailord me dando Over Deck ? Que ousadia.
Em seguida fiz Pokemon Fan Club para colocar o Lucario EX na minha mão e em seguida nocautei o Bunnelby dele. Ele foi lá tentar nocautear o meu Lucario fazendo Compressor, descartando metade do seu deck, e tal e sepa acho que ele nem conseguiu. A questão é que estava quase acabando o tempo e ele me deu a chance da vitória. Os meus turnos eram de 1 segundo.. Compro, passo. Ele comprava e mal podia fazer coisas porque de boa ele tinha descartado a vida. Eu Compro, Passo. Ele compro... ...  passo. Eu: Comprpasso. Ele: compro.... ... ... ... Passo. Assim por uns 4 minutos até que o tempo acabou. No deck dele ficaram apenas 4 cartas mas o tempo para deixa-lo sem deck não foi o bastante.

3-1-1

6 Rodada: Fabio Lona (Vespa Plume)
Parecido com a rodada anterior, mas dessa vez não tive má sorte e não abri de Bunnelby sem Fan Club ou Dive Ball.
O primeiro jogo foi muito tranquilo pra mim, inclusive o Fabio ficou irritado porque qualquer coisa que ele tentasse fazer não teriam um efeito sobre minha mesa. Consegui encaixar perfeitamente o Lucario EX na hora que Bunnelby apareceu, enfim.. Game tranquilo.
No segundo jogo ele pediu para que eu começasse para ele poder começar nocauteando no seu primeiro turno. Abri de Wailord EX ativo e como não tenho muito pra fazer, fui lá Fan Club por 2 Aegislash EX, desci eles e passei. Ele abriu seu turno fazendo um Battle Compressor e olhou seu deck do começo até o fim duas vezes e parou. Até quase vi uma micro expressão de decepção. Nessa hora eu falei para ele, Bunnelby caiu nos prêmios, né ? Ele: Sim [OKAY]. Mas mesmo assim ele tinha a chance de me nocautear e comprar o Bunnelby dos prêmios. Tinha 1/3 chance.
Não foi exatamente essa a cara do Lona, mas deu pra entender a referência. rs
Ai o Fabio foi lá Compressor, Shaymin, Ultra, Forest of Giant, desço tudo, desço tudo.. E ainda consegue alcançar o dano necessário para nocautear meu Wailord EX no seu primeiro turno. Antes de atacar pergunto pra ele, se você não puxar o Bunnelby dos prêmios, você concede, né? Ele concordou e comprou os seus 2 prêmios. Ai eu.. eai ? eai ? continuamos ? Ele.. Continuamos. Sortudo  ¬¬
Bom, mas mesmo comprando o seu Bunnelby ele ficou parado por muito tempo. Finalizei o jogo queimando as duas cartas do top do deck dele com meu Bunnelby.

4-1-1

----
Bom até aqui eu precisava ganhar dois de três jogos para poder fazer Top 32. Era só enfrentar 2 Night March que é GG.
----

7 Rodada: Vitor Henrique (Mega Manectric)
Bom dessa vez, esse sim fui eu.
O primeiro tropeço logo no início foi forte. Ainda jogou com o deck perfeito. Deu 35 minutos e já ganhou, concedi em seguida para poder comer alguma coisa.
Uma coisa ruim de jogar de Wailord é que você não tem tempo para almoçar e eu realmente estava com bastante fome D:

4-2-1




8 Rodada: Não lembro o nome (Sou ruim de memória mesmo, não me julguem) (Yveltal)
Não sei quem ficou mais nervoso afinal a gente estava na linha tênue entre ficar dentro e fora. Que ainda ganhar nem sequer significaria ficar dentro, isso que era o pior. Nessa hora falei não pode ser, cadê o Dedenne que tirei porque pensei que era um inútil, ele ia ser mega útil nesse momento.
Bom, o deck dele era Yveltal com Zoroark. Eu tinha jogado na Argentina em 2 torneios com esse deck e no primeiro tinha usado 1 Zoroark Break e no segundo eu até tinha tirado porque não fazia uma diferença considerável ao meu gosto. Ai eu pensei, bom, de boas ele vai montar seu Yveltal EX. Acho que até consigo enrolar muito o jogo descartando as energias do Yveltal EX, procurando atrapalhar o jogo e tal. Desço apenas um pokémon no banco assim Zoroark me bate 40 e boas.
Ai no segundo turno dele, ele me desce 2, Dois, Two, II, Dos, Zoroark BREAK !!!
Eu comento que seu deck era igual a Mega Manectric, que ele consegue me arrancar um dano enorme com 1 energia apenas por causa do Break e eu não consigo remover a energia efetivamente por causa do seu Yveltal baby. Ele faz cara de assombro e fala: -É verdade, olhando por esse lado na realidade eu que tenho bastante vantagem.
ou seja, -explico meu oponente como ganhar de mim. Prêmio para o campeão aqui, pls.

4-3-1


9 Rodada: Gustavo Barcelos (Greninja)
AAAAAAh Não.
AAAAAAAAAAAh Não.
3 Auto Loss seguidos e em sequência é sacanagem.
Ai eu me parei e falei, eu não vou perder essa aqui.... Vou ativar modo deus e vou ganhar aqui.
Impossível dizer as coisas que fui fazendo porque foi incrivelmente mágico. Apenas queria destacar que meu oponente de Greninja me deu 3 Delinquent ao longo do jogo, sendo 2 seguidos e 2 deles removeram 2 dos meus 3 Rough Seas (um deles ele utilizou seu próprio rough Seas para utilizar). E mesmo assim eu venci.
No segundo jogo acabou o tempo, se não perdia huehuehuehuehe

5-3-1

Nacional Championship - Wailord - 58vo (330+ players)



Depois com Thales conversamos bastante do que poderíamos ter mudado no deck de Wailord para melhorar ele. Nós poderia ter utilizado o Zygarde EX já que mesmo que não era permitido o uso de cartas da Fates Collide no Nacional desse ano, tinha saído uma versão promo dele. E por causa dela ser promo, ela seguia o principio dos 21 dias. Com certeza a troca dele pelo Lucario seria uma ótima tech contra Mega Manectric já que o segundo ataque bate e cura. Em relação aos Fighting Fury Belt, não tinha muito sentido utilizar eles ao invés de Hard Charm. Hard Charm funciona igual contra todos os decks, (inclusive contra Sapo se consegue encaixar ele antes do primeiro Quacking Punch, o Sapo não te bate nada mesmo com Fighting Fury), e era melhor contra Mega Manectric porque fariam (junto com o uso continuo da Rough Seas) que o Wailord aguentasse mais um ataque antes de ser obrigado a fazer Max Potion ou AZ. Outra carta que não fazia sentido utilizar era a Dive Ball já que podiamos usar tranquilamente Heavy Ball. Com Dive Ball só pegavamos Wailord EX. Com Heavy Ball podiamos pegar Wailord EX, Aegislash EX e até o próprio Zygarde EX que na match contra Mega Manectric ficaria voltando para o deck constantemente por causa do Cassius para salvar ele e não perder as energias no processo.
Sem dúvida alguma se eu tivesse treinado mais do que 5 jogos na noite anterior ao nacional poderia ter ido melhor. Quem sabe vencer !
 
Mas mesmo com todos as contras que podem ter acontecido no nats, tem três coisas que destaco muito. Uma dessas coisas foi que a Copag postou na sua timeline uma foto com as possíveis cartas que podiam se destacar ou ganhar o nacional.. E colocaram o Wailord EX haha:

100% Real

Uma outra experiência destaque do Nacional foi estar ao lado de um dos maiores escritores da língua portuguesa, e ainda tive a oportunidade de tirar uma foto com essa lenda, Frederico Elboni. Valeu ! Monstro !



 Mas de longe, a experiência de ter comentado os jogos do Nacional foi uma das coisas mais divertidas que eu tive a chance de participar. Muito obrigado ao tiusam que me chamou para comentar e a Copag por ter permitido que eu mostrasse minhas habilidades como comentarista. Foi ótimo participar ao lado do Tiusam, do César e do Rafinha. Muito obrigado aos que assistiram e a todas as palavras de carinho que eu recebi não só do Brasil se não da Argentina e do Chile. Obrigado !!!




Finalizando, o que é notável dessa temporada é minha completa falta de treino mas a minha capacidade de ter ficado em boas colocações utilizando os mais variados decks. Ano que vêm eu já me decidi. Não vou fazer igual a esse ano. Vou fazer tudo ao contrário e treinarei que nem um condenado. E todos os resultados dos meus treinos você poderá ver aqui pelo meu blog. Acredito que vai ser um ano bem bom, com ótimos resultados e premiações. Cansei de chegar nas primeiras mesas e dizer, putz se tivesse treinado só um pouquinho mais capaz que ganhava. Nessa próxima temporada vou treinar todo esse "pouquinho" que não treinei nessa então se você vai me enfrentar nas mesas de torneio na temporada 2016-2017, se preparaaa =D

[2015-2016] Standard: Night March

Olá a todos !!
Obrigado a todos os que acreditaram que um dia esse blog voltaria a funcionar e certamente aprecio que tenham confiado em mim. Aqui estou eu, novamente, reabrindo de agora e para sempre as novidades sobre os meus treinos desse maravilhoso jogo.

Percebi que a modalidade antiga do meu blog não era muito boa. Antigamente eu postava uma deck list, explicava a funcionalidade do deck e deixava aquela lista. Nós sabemos que uma lista nunca fica intacta até o fim dos tempos. Sempre acontecem algumas mudanças com o decorrer das coleções e eu não fazia atualizações dessas listas. De agora em diante, caso no futuro eu perceba uma mudança necessária na deck list, esse mesmo post será atualizado e postado na página inicial.

 Como primeiro post principal de deck Standard quero falar sobre Night March,

Características do Deck:

Positivas:

  • É um deck capaz de dar um dano absurdamente alto rapidamente, com a chance de nocautear um EX do rival no turno seguinte ao turno inicial.
  • Consegue ter a maioria dos seus recursos disponíveis a qualquer momento do jogo graças aos seus Milotic.
  • É um deck que após uma devida filtração, precisa de poucas coisas para dar a sequência de ataques que lhe proveem a vitória.
  • Tem 8 pokémons atacantes principais que batem com apenas uma Energia Incolor Dupla.

Negativas:

  • O deck se reduz a um uso desmesurado de Trainers no seu primeiro turno. Tomar T1 Trainer Lock é igual a perder.
  • Todos os pokémon tem pouca vida. Danos de Crobat podem tornar seu jogo muito difícil.
  • É um dos decks mais populares atualmente, por tanto todo jogador sério treina arduamente contra ele. Digamos que todos os jogadores profissionais conhecem todas as possibilidades e limitações deste deck.

Lista Base:

Pokémon:
4 Pumpkaboo
4 Joltik
4 Lampent
2 Milotic
2 Feebas
3 Shaymin EX
1 Hawlucha

Trainers:
1 AZ

Energias:


Como jogar?

Night March é o nome de um ataque e é nele que esse deck gira em torno. 12 Pokémons desse deck têm esse mesmo ataque, 4 Pumpkaboo, 4 Joltik e 4 Lampent, mas apenas os dois primeiros serão os atacantes. O ataque Marcha Noturna causa 20 de danos por cada Pokémon que têm o mesmo ataque no seu descarte. O ideia é de se fazer de todas as cartas Trainers que esse deck possui para "jogar fora" uns 8-9 pokémon com o ataque Night March para bater 160-180 o mais rápido possível.
Para isso nós temos 4 Compressor de Batalha - Um trainer que tem a capacidade de escolher 3 cartas do seu deck e enviá-las diretamente para o seu descarte; 4 Ultra Bola - Um trainer que descarta duas cartas da sua mão e procura um pokémon no seu deck (por meio dele você pode descartar os Night March que tenha na sua mão e ainda procurar o seu atacante); 2 Professor Sycamore - Um Supporter que descarta a sua mão inteira e compra 7 cartas novas (O ideal é acumular pokémon com Night March e posteriormente utilizar esse Supporter).
E também temos cartas que agilizam a procura desses trainers para tornar seu turno ideal possível, temos 4 Trainer's Mail - Um trainer que olha as 4 primeiras cartas do seu deck e coloca um Trainer que tenha entre essas cartas direto na sua mão; 3 Shaymin EX - Um pokémon que na hora de colocar ele na mesa você tem a opção de comprar até ficar com 6 cartas na sua mão.
As outras cartas desse deck não são tão relacionadas à velocidade, mas à consistência. Temos por exemplo dentre as principais: 4 Vale Dimensional - Um Stadium que permite que os pokémon Psyquicos precisem de uma energia a menos para atacar (Esse Stadium é fundamental para atacar com Pumpkaboo já que ele precisa de 3 energias para efetuar seu ataque Night March); 2 Martelos
Encantados - Um trainer que remove energias especiais da mesa do oponente (Fundamental no jogo contra Giratina EX e contra basicamente todos os decks. Remover energias é sempre bom); Hawlucha - Um pokémon de custo de recuo 0 (É ótimo poder recuar facilmente após que o seu pokémon atacante é nocauteado, o que acostuma ser muito seguido); Milotic - Com sua ability você consegue recuperar qualquer carta do seu descarte na hora que ele evolui do Feebas (Esse é um deck que acostuma perder recursos muito fácil, os Pokémon de Night March são nocauteados muito facilmente por tanto a Milotic ajuda muito para recuperar as energias Incolor Dupla. Afinal no deck você só pode utilizar 4, assim a Milotic é fundamental caso você queira efetuar mais que 4 ataques Night March no mesmo jogo).


Colocações em campeonatos


7mo - 22/11/15 - TCMG's Challenge Nov.


Decks enfrentados:

Giratina / Vileplume

É um deck bastante complexo de se enfrentar. Se o oponente consegue montar o Vileplume no primeiro Turno, suas possibilidades de vitória se reduzem consideravelmente. O único modo é se aproveitar dos Enhanced Hammer e seu Hex Maniac (anulando a Ability do Vileplume), para remover as Double Dragon e Double Colorless do Giratina EX.
1-2


Manectric / Sapo / Crobat

Todo deck que consiga fazer Trainer Lock em você é perigoso. No caso do Sapo Manectric Crobat ele não consegue executar o Lock no primeiro turno, por tanto pelo menos você terá garantido um turno de Item para usar a maior quantidade possível. A ideia é tentar não utilizar o Joltik como batedor nessa match. Obviamente, cada match é um match. Tal vez você não tenha tantos Night March no descarte e você consiga aplicar a fraqueza de Zubat/Golbat/Crobat para arrancar o kill, mas o melhor é não utilizá-lo. Acontece que se você mandar Joltik, além de ser um alvo fácil para a Ability de Crobat, seu oponente consegue nocautear ele com o ataque de Shaymin e mandar para frente um pokémon não-ex. Isso fará com que a compra dos seus prizes seja mais demorada, tendo que nocautear 4 pokémon ao invés de apenas 3 EX. Por tanto cuidado em descartar os Dimensional Valley. Como sempre terá que ter o Dimensional Valley na mesa para que seu Pumpkaboo consiga atacar, fique atento já que a linha de Crobat do seu oponente poderá fazer uso do seu Stadium para bater sem a necessidade de energias. Ao mesmo tempo, se o seu oponente utiliza Rough Seas e ele coloca dano no seu Feebas ou Milotic, você consegue curar (pode não alterar tanto o jogo, mas vale a pena o comentário). Basicamente o que te atrapalha é arrancar da mesa o primeiro Seismitoad, mas uma vez que ele desaparece seu deck começa a voar. Tem que tomar muito cuidado na hora de descer os Feebas. Normalmente nessa match você precisa da quinta dupla, ou seja, obrigatoriamente precisa descer Milotic para recuperá-la. Acontece que se você desce 2 Feebas tendo um Golbat na mesa do seu oponente você estará presentando seu rival com 2 prizes absolutamente de graça. Na hora de descer seus Feebas você precisa ou nocautear o seu Golbat rival (que esse metodo mesmo assim não garante que ele não te nocauteie os 2 Feebas já que poderá descer um Golbat e dar Lysandre com Muscle Band no Manectric EX e bater 40 e 20 no banco nocauteando assim os 2 Feebas), ou, de prefencia, jogar Hex Maniac. Usando Hex o seu oponente com certeza absoluta não conseguirá nocautear seus 2 Feebas na mesma rodada.
2-1


Trevenant

Mais um deck Trainer Lock D:
A vantagem é que contra Trevenant você consegue utilizar o Loop de Shaymin. O que sugiro é que faça todo o possível em descer seus 3 Shaymin EX na mesa. Se seu oponente te ataca, basta você bater com Sky Return e tirar os seus danos da mesa, enquanto os 30 de danos ficam na mesa do seu oponente.
2-1



Yveltal / Regirock

Tem quem disse que se você esta usando Night March ou Yveltal e vence a decisão da moeda, é melhor fazer o seu oponente começar o match. Desse jeito você consegue arrancar o primeiro kill. Esse é um modo de pensar, porém o que eu tenho testado difere um pouco e acredito que mandar o oponente começar seja um erro. Eu tenho visto que realmente é melhor VOCÊ começar e que seu oponente comece a nocautear seus pokémon. Dessa maneira você se colocará em uma posição desvantajosa desde o inicio do jogo. Assim, poderá jogar Ace Trainer todos os turnos em sequência. Se você começa nocauteando, será o seu oponente quem fará o Ace Trainer em você e isso poderá ser fatal para o andamento do jogo. O principal no match é procurar não descer Shaymin EX do seu lado da mesa e tornar o Ace Trainer seu Draw Engine. Joltik precisa apenas de 4 Night March no descarte para nocautear os Yveltal do rival, por tanto você não precisa descer Shaymin EX para fazer a proeza de jogar um "Battle Compressor + Muscle" ou "Battle Compressor + o Night March que o oponente nocauteie de começo". Assim, Druddigon não consegue fazer o seu combo de Dupla+Lysandre e nocautear teu Shaymin para trocar 2 prêmios por 1. Após neutralizar o Druddigon, pode descer quantos Shaymin EX você quiser já que o oponente normalmente só desce Yveltal normal e o máximo de dano que ele consegue fazer é 50. Após a neutralização do Druddigon e recuperando seu poder de compra graças a Shaymin EX, seu jogo se torna bem mais favorável. Outro fator determinante é que se você consegue engatar uma sequência de Ace Trainer enquanto nocauteia os pokémon do rival você pode forçar a que ele tenha que descer seu próprio Shaymin EX para não ficar sem recursos na mão. Você precisa forçar a descida de apenas um Shaymin EX na mesa do oponente para tornar a quantidade de prêmios favoráveis para ti.
2-0



A lista postada se encontra desatualizada ! Contém cartas apenas até a coleção XY:Breaktrough !

Assim que teste uma boa lista com cartas da coleção XY:BreakPoint atualizarei nesse mesmo post !

[2015-2016] Deck - Mega Rayquaza

Caracteristicas do deck

Positivas:

  • É um deck capaz de dar um dano absurdamente alto rapidamente, com a chance de nocautear um EX do rival no turno seguinte ao turno inicial.
  • Consegue ter a maioria dos seus recursos disponíveis a qualquer momento do jogo.
  • É um deck que causa danos muito altos podendo nocautear uma sequência de 3 Mega-EX sem muitas complicações.
  • Seu atacante principal tem 210 de HP, isso te coloca em uma vantagem considerável na hora de enfrentar um deck que cause danos baixos.


Negativas:

  • Fraqueza elétrica - tal vez seja a pior fraqueza possível no jogo competitivo atualmente. Joltik consegue nocautear seu MegaRayquaza sem muitas complicações, MegaManectric te causa um dano mais que considerável. MegaManectric te destrói com apenas um ataque e... Qualquer deck de Stage 1 com uma linha de 1-1 Jolteon praticamente consegue te nocautear. Ou seja, MegaRayquaza não é um Pokémon que consiga ficar muitos turnos vivo na hora de enfrentar um deck elétrico.
  • Martelos e TrainerLock – MegaRayquaza perde quase automaticamente para qualquer sapo que enfrente. O TrainerLock contra o MegaRayquaza é devastador podendo perder apenas de 30 em 30 sem muitas complicações pro Sapo.
  • Bloqueadores de EX – A lista de MegaRayquaza puro não tem tech contra Regice ou Hippowdon. Por tanto se o seu oponente consegue montar um Pokémon que consiga bloquear o seu ataque, tem pouquíssimas chances de eliminá-lo.
  • É um deck consideravelmente caro. O deck contém 14 EX com uma média de preço entre eles de R$65 aproximadamente. Você gastaria pelo menos R$1.000 apenas em conseguir os Pokémon desse deck, fora o restante das Trainers e tudo mais.


Lista Base:

Pokémon:
3x Hoopa EX
1x Altaria
1x Swablu

Trainers/Stadium/Supporter:
2x Battle Compressor
1x Acro Bike

Energias:
4x Double Colorless Energy
4x Psychic Energy


Como jogar?

O deck de MegaRayquazza é um deck super turbo. Com o Pokémon que você inicia você consegue atacar. Se você inicia com Rayquaza EX já é uma festa. Tem que entender que o funcionamento deste deck, seu Draw Engine não está focado em fazer Professor Sycamore, mas preferencialmente ir descendo seus Shaymin EX e jogando AZ para comprar cartas conservando as que você já tem na mão. Tendo 4 Shaymin no deck normalmente você não perde a chance de comprar cartas em algum turno e assim você pode comprar cartas e ainda fazer uso de algum outro Supporter com algum efeito que te beneficie naquela rodada.  A grande capacidade de compra do Set Up de Shaymin fornece uma velocidade sem igual. Um outro card que gera velocidade no seu deck é o próprio MegaRayquaza já que sua AncientTraith permite montar o Mega no mesmo turno que o Rayquaza EX básico é colocado em campo. Normalmente no meu Set Up ideal eu procuro montar 2 MegaRayquaza, um com Spirit Link e o outro passando a vez para o outro jogador. Obviamente, ambos no banco para que uma vez que sejam promovidos à condição de posição ativo consigam subir sem dano e que arranquem o kill já na sua entrada triunfal. 
Mega Turbo é um card que favorece na sua velocidade. Com esse card Item você consegue ligar uma energia básica do seu descarte em algum dos seus Pokémon Mega EX. Isso quer dizer que fazer Mega Turbo e ligando uma energia incolor dupla você consegue montar seu atacante principal em um turno !
Por tanto velocidade esse deck têm, agora vamos ver o que o ataque de MegaRayquaza faz. Quebra Esmeralda do atacante MegaRayquaza causa 30x o numero de Pokémon que você tenha no seu banco. Todos sabemos que o máximo de Pokémon no banco que você pode descer são 5, isso é por regra e lei. Mas graças ao efeito do card Stadium Campo Celeste você pode descer até 8 pokémon no seu banco. 8 Pokémons geram um dano total de 240, podendo assim vencer de um ataque qualquer EX do formato –menos Wailord. 
Finalizando, mas não menos importante, nós temos no deck o recente Hoopa EX. Ele tem uma Ability bem interessante para seu deck. Quando ele é colocado na mesa você pode procurar por até 3 cards EX no seu deck e coloca-los na sua mão. Isso é ótimo já que com o efeito dele você consegue pegar até o MegaRayquaza EX. Por tanto imagine o cenário.... Ultra Ball, procura um Hoopa você consegue procurar Rayquaza, MegaRayquaza e Shaymin. Se você tiver o Spirit Link na mão você já consegue descer MegaRayquaza e descer Shaymin e comprar até ficar com 6 cards na mão. Você consegue montar seu atacante principal, encher o banco para poder causar dano com ele depois, comprar cartas... Usando apenas uma Ultra Ball.

Basicamente o deck funcionaria mais ou menos assim. Compro com Shaymin, Procuro tudo o que preciso com Hoopa, monto um MegaRayquaza matador e Boom ! Tudo em T1. Se seu oponente não tiver uma resposta rápida são mais 2 prêmios nocauteando mais um EX. Terceiro turno Good Game.

Colocações em campeonatos

1ro – 7/11 - Regional de São PauloComics Games. 8/1/1


Decks enfrentados:

LucarioBatts:

É um deck que não consegue dar conta de te vencer. Os 2 HexManiac detêm as Abilities dos Golbat e Crobat, somado a que o efeito de HexManiac remove a Ability de Hawlucha, ativando a tua resistência de MegaRayquaza. Com um turno de HexManiac você consegue cancelar a maioria dos danos que o deck conseguiria causar em você.
Hawlucha com Focus Sash não da conta, utilizando StartlingMegaphone ou Xerosic consegue bater e nocautear.
Os danos que LucarioBatts consegue causar podem ser espalhados, mas controlados e baixos. Você consegue utilizar AZ para limpar algum Pokémon que os morcegos estejam atacando.
2-0

Mienshao

Diria que em uma partida normal você consegue vencer graças ao Xerosic e Megaphone. É o mesmo principio que acontece quando se enfrenta qualquer Pokémon lutador com Focus Sash. Você precisa tornar cada um dos seus turnos uma compra de prêmios. Seus 2 Lysandre permitirão mirar seu dano no banco em algum Pokémon que não tenha Focus Sash ligado ou você poderá utilizar Xerosic para nocautear o ativo. O Megaphone é um cardsuper especial porque se seu oponente sabe que você utiliza ele não ligará mais de um Focus Sash nos seus Pokémon se ele tiver a chance de não fazer isso, por tanto procure não utilizar o Megaphone para descartar apenas um Pokémon Tool, utilize sabiamente para remover da mesa do rival 2 ou até 3 Focus Sash.
2-0

MegaManectric

Contra esse deck é imprescindível montar Altaria no T1. Todos os jogos que eu enfrentei esse deck eu me virei e desvirei para trazer Altaria na maior velocidade possível. Caso Altaria esteja nos prêmios o forninho cai. O match em sí é bem complexo pro seu lado porque ao mesmo tempo que ele te nocauteia facilmente, você também. São 2 prêmios por 2 prêmios o jogo inteiro então na teoria quem começa matando vence, só que ele precisa de muito menos para nocautear um MegaRayquaza. Você precisa fazer Mega Turbo, ligar DCE, ter o Campo Celeste na mesa ter 7 pokémon no banco. É um trabalho. Ele só precisa carregar duas energias e jogar HexManiac. Se seu oponente inicia com HexManiac nos prêmios eu diria que você tem 75/25 chances de vencer. Caso ele tenha seu HexManiac disponível cai para 50/50 ou até 40/60.
2-1



Obrigado por ter lido !
Em alguns dias postarei o Gameplay desse deck. Até mais !

Reporte Regional Comics - Quem acredita sempre alcança !!!

Certamente não estava preparado para o que aconteceria no final de semana !!
Não mesmo !! Francamente não treino desde o nacional. Sempre dizia:
essa semana vou começar a treinar, - Ponce, Felipe
na semana seguinte dizia a mesma coisa, e na outra a mesma coisa, ai na outra não podia ser de outra maneira e assim até que opa!, bate na porta a semana prévia ao campeonato Regional. Que bom!

Insisti bastante para que o Alex Silva viesse participar do regional da Comics e ele concordou que ganhar uma viagem era muito over, então combinamos de COMEÇAR a treinar na Quarta-Feira (3 dias antes do torneio, massa). Tanto Alex quanto eu não conhecíamos nada o formato e para jogar no Pokemon TCG Online eu só tinha montado um deck de Turbo Rayquaza que me parecia um deck simpático de jogar e ele tinha montado só Rayquaza Metal e Mienshao. Eu lembrava de ter jogado contra Mienshao 1 vez no random do PTCGO e lembrava de ter perdido ou de que o jogo tinha sido muito complicado, então pedi para que ele jogasse contra mim usando esse deck. Demorow. Resultado ? Levei uma surra como nunca levei na vida então disse pra ele, "pera aí, me da só um segundo". Mudei meu deck um pouco (adoro fazer isso quando treino com Alex, só coloco cartas para ganhar do deck dele hahaha), coloquei o 3ro Hoopa, deixei só um Sycamore e coloquei 2 Megaphone. Jogamos e obviamente fiz um 3-0 nele fácil com 2 Megaphone. Ainda mais ele utilizava Jolteon, por tanto me complicava ainda mais o jogo. Combinamos de treinar mais no dia seguinte ou na sexta. Não nos falamos mais depois disso. #MelhorTime

Na Sexta me encontrei com os argentinos que vieram e foi super astral legal. Conversei com todos, já fazia mais de 5 anos que não via alguns e foi super bacana o reencontro. Conheci outros, foi realmente super divertido. Ai a gente estava conversando e tal batendo papo e fui jogar contra Chalo que tava de Giratina Sapo por volta das 2:30 da manhã. Tomei 2-0 na cara que me deixou mais com os pés no chão. No fim a gente foi dormir às 4 da manhã e acordamos às 7 para chegar com tempo no torneio. Nossa, quase desmaiei de sono quando acordei.

Fui só pra trocar mesmo, ganhei a viagem sem querer.
Chegamos e eu já sabia que ia ir mal no campeonato porque por um lado não tinha treinado nada. Treinei só contra dois decks, dos quais eu só ganhei de um porque mudei minha lista para deixá-lo super contra e contra o outro deck tomei 2-0 easy então eu tava com um astral do tipo, "vou me divertir um pouco, que tal?. Fazer um 4-3.. 4-2-2 tá bom". Então o que me restava era ficar trocando e vendendo cartas. Pra ser sincero eu tinha ido lá nesse final de semana somente pra isso.

Vou ir um pouco mais pra frente na história porque não me lembro praticamente de nenhum dos meus primeiros matchs para não me demorar muito.

Rodada 7: Gabriel Semedo (Yveltal Regirock)
E lá estou eu e o Sem Medo na última rodada para ver quem entrava. Ambos 4-1-1, ou seja quem ganhasse ia pro Top e quem perdesse, pra casa. E eu ganhei. Fim da história.

Só queria deixar no meu reporte que ganhei do sem medo. Sorrisos =)





Top:


Antes de começar o Top conversava com Leandro, um dos outros argentinos que também entraram ao Top: Se os resultados aconteciam do jeito que tinham que acontecer, eu era campeão. Porque vamos lá tirando o Top 8, obvio, os resultados seguintes estavam muito favoráveis pra mim. Isso foi o que a gente conversou, que na teoria Lea ia perder para Thiago, então eu se passasse do Top 8 enfrentaria no Top 4 um Lucario Batts e na final do outro lado das chaves estava cheio de Night March e tinha 1 Mienshao.. Na teoria, Mienshao chegaria na final que foi contra o único deck que eu treinei. Se isso tudo acontecia assim, era uma festa.!




Top 8: Caio Navarro (Mega Manectric)
Som para ler o texto a seguir: https://youtu.be/DeumyOzKqgI?t=32s
Aqui é quando digo, que vital cheguei no top !!!! UhHuuu, mas o ruim é que as únicas 3 horas que tinha dormido no dia anterior estavam me batendo fortíssimo. Por isso tentava conversar muito com Caio, fazia piadas, ele também brincava. Foi um jogo super divertido e descontraído, como se parecesse que a gente estava treinando e não participando do Top. Isso me ajudou na minha concentração porque um pouquinho mais, estava dormindo em cima da mesa. Por outro lado, era francamente difícil passar porque estava jogando contra um deck muito complicado pra mim.

O meu jogo foi complicado de começo mas montei um Ray, Altaria e parti pro ataque. Ai ele conseguiu montar seu Mega Manectric e me jogou um Hex Maniac que me entrou maaaal. Não consegui responder rápido e ele já no turno seguinte montou tudo, já estava festa crazy e só #risos do seu lado da mesa, segundo manectric em campo, quebrando stadium, puff.. Partiu próximo.

STOP
Música pra por agora: https://youtu.be/vHBkxTnMhXY?t=57s


Enquanto estava embaralhando eu disse a mim mesmo meu, não pode acabar assim ='( Eu só preciso passar do Top 8 Simples. Sei que é complicado, mas nunca tinha participado de um campeonato onde minhas chances fossem tão altas. Em outras épocas se passasse do Caio, em Top 4 estaria me esperando um Night March e na final um Sapo Crawdaunt com 4 Head Ringer. Mas parece que esse final de semana todos meus planetas astros chacras e etc estavam super alinhados então disse nah, vamos lá que da !!!!!


STOP
Música pra por agora: https://youtu.be/3YxaaGgTQYM?t=1m2s

No segundo jogo procurei fazer Mega Ponce e jogar tudo perfeito apesar do meu sono e do meu desgaste físico, e Ganhei ;) Mas não porque tenha jogado bem, mas porque ele não comprou nada mesmo hehe. Ai fomos pro terceiro.

O terceiro fui super turbo e comprei 2 prizes muito rápido mas com o decorrer do jogo não comprava os básicos para completar o dano !!!!! Em um momento vital do jogo fiz Shaymin, Acro Bike, Sycamore, comprei 12 cartas e precisava só de um básico para nocautear seu Mega Manectric e ir a 2 prizes e ganhar.. E não compreiii!!. Acabei batendo 180 e deixando o seu Mega Manectric por 30 de vida. Ele ganhou um turno de vantagem que aproveitou muito bem já que me matou e ficou por 2 prêmios. No turno seguinte eu tava com um Mega Rayquaza energizado, mas com dano, então precisava montar um outro Mega Rayquaza sem dano para poder atacar ele.

Comecei a fazer cálculos, quebrei a cabeça para ver como podia fazer. No meio disso enquanto eu pensava perguntei para o Caio se ele tinha Lysandre ou Hex Maniac na mão, que se tivesse me mostrasse que ai concedia. Ele falou que não tinha nem um e nem outro então eu fui pensar como podia montar meu Mega Rayquaza pra bater. Fiz Mega Turbo no Mega Ray que não tinha energias, comprei várias cartas com Shaymin e no final fiquei com 7 cards no deck, 5 cartas na mão, das quais tinha um compressor, um Shaymin EX e 3 cartas random. Eu fiz Battle Compressor e tirei do meu deck Ultra Ball, AZ, todas cartas que não fariam eu atacar com meu Mega Rayquaza. Fiquei com apenas 4 cards no meu deck: 1 Double Colorless, 1 Mega Turbo, 1 Energia Psyquica e 1 Hoopa EX. Desci Shaymin e comprei 3. Qualquer combinação dessas 4 cartas me permitira atacar naquele turno. Então fui, comprei até 6, comprei Double, Hoopa e Mega Turbo e fiquei com apenas mais uma carta no meu deck que era a energia psyquica. Ataquei e fui a 2 prizes. Ele sobe Mega Manectric dele e era tudo ou nada. Ou ele comprava 1) Lysandre e matava meu Mega Rayquaza do banco danificado, ou 2) Hex Maniac e parava a Ability de Altaria, reativando a fraqueza elétrica e batendo 220 no meu Mega Rayquaza ativo, ou 3) VS Seeker para qualquer uma das opções anteriores. Mas como Deus é justo e não me mandou básico pra mim para nocautear o Mega Manectric dele no turno anterior, ele também não mandou nem Hex Maniac ou Lysandre pra ele. GG



Top 4: Thiago Giovanetti (Lucario Batts)
Som para ler o texto a seguir: https://youtu.be/MKK9JUWDU1Q?t=1s
Bom, o jogo era muito favorável pra mim. Muito absurdamente favorável, o complicado era que Thiago é muito concentrado no jogo e não conversava então eu tava quase dormindo enquanto a gente jogava. Então foi tudo assim, faço isto faço aquilo, nenhuma piadinha tudo como deve ser né.
Uma carta que fez o meu jogo tornar ainda mais favorável foram meus 2 Hex Maniac já que além dele não poder usar o efeito dos seus Golbat e Crobat, a Ability de Hawlucha era desligada e começava a aplicar resistência, então Hawlucha me batia -20. Bom, francamente não lembro muito desse match mas no primeiro montei até 3 Mega Rayquaza e no segundo só montei 2 então não teve jeito.
2-0.



Final: Rodrigo Gianni (Mienshao)
Som para ler o texto a seguir: https://www.youtube.com/watch?v=SBTdgqn4o7k
Que inacreditável. O único deck contra o qual eu treinei, contra o único deck que eu realmente sabia como enfrentar... Eu vou e enfrento na final. Festaaaaaa!!
Primeiro jogo fui nocauteando os pokémon dele e fazendo meu jogo normal. Mega Rayquaza e partiu pro ataque. Xerosic para nocautear o ativo com Focus Sash, VS Seeker -> Xerosic para nocautear o ativo com Sash.. Lysandre em algum pokémon no banco sem Sash. E tudo assim. Todo turno draw prize, draw prize.
Chega no final do jogo, momento decisivo. Ele me ataca com Mienshao e volta pra mão e promove de ativo um Robo Substitute. Deixa no banco um Mienfoo com Focus Sash e mais um Robo Substitute. Então vamos lá, a Escape Rope não fazia diferença. Ele esta a 2 prizes de ganhar e com mais um ataque ele mata meu Mega Rayquaza. Eu estou por um prize e só. Chance de recuar eu não tinha porque mesmo sem saber se ele tinha ou não Lysandre na mão (acho que ele morreria antes de me falar o que ele tem na mão a diferença de Caio Navarro hehe), como licencia poética, vamos supor que ele tinha Lysandre na mão? Então ou eu ganhava nesse turno ou perdia no turno seguinte. Vou lá, Shaymin, Shaymin, compro, compro compro etc. Compro o Lysandre, falta pegar só o Startling Megaphone !! Vou lá 5 cartas no meu deck, Trainer's Mail. E sim, meus queridos amigos, não poderia ser de outra maneira. O Startling Fucking Megaphone era a 5ta e ultima carta do meu deck.!!!!!!!!



 Mas Deus não fecha uma porta sem abrir uma janela !!!!! Nas cartas do Trainer's Mail veio meu único Acro Bike. Obviamente, peguei ele e deixei o jogo a um bonito Flip Coin. 4 cartas no meu deck, olhava 2 com Acro Bike. Se viesse a Megaphone eu ganhava, se não viesse eu perdia 50-50% de chance. E era muito azar se não vinha hein ! Acro por Megaphone + Lysandre for the Game !!!

No segundo jogo já estava mais tranquilo e ainda ele abriu super mal sem supporter nem nada pra fazer. Uma das coisas que tínhamos visto com Alex nos 4 jogos que testamos contra Mienshao é que assim como ele volta pra mão com seu primeiro ataque, eu posso voltar pra mão com Shaymin e ambos tirarmos os danos da mesa. Basicamente ninguém se ataca fazendo isso, mas não era a minha obrigação comprar prizes rápido, então deixei nas mãos dele. Meu objetivo nesse jogo era neutralizar os Hawlucha rápido e ficar Loop eterno de Shaymin até o final. O mais lógico que aconteceria seria que acabasse o tempo ou que ele perdesse por Over Deck, mas de qualquer maneira o jogo foi continuando e venci sem necessidade de chegar a outros meios de vitória que não fosse prize.



Após 9 anos de jogo consegui a viagem paga pro mundial !! É praticamente um sonho se realizando  poder jogar contra os melhores do mundo. Então se você é novato e esta começando agora, pode demorar 9 anos como eu, ou pode ser menos, mas se dedicando sua vez chega ! :)


Obrigado Alex por treinar contra Mienshao, sem esses jogos não teria colocado o Megaphone no deck.!!
Obrigado a todos os que ficaram torcendo por mim no decorrer desse Top 8 !!
Obrigado Comics Games pela oportunidade de oferecerem a viagem paga pro mundial.!
Obrigado Ruimar pelas fotos !

Great Let's Go World Championship !